Video Shack amplia laboratório de restauração e digitalização de acervos audiovisuais

Video Shack amplia laboratório de restauração e digitalização de acervos audiovisuais


Em função do grande aumento na demanda para digitalização de acervos audiovisuais em fitas analógicas VHS, 8mm, Betacam e U-Matic, a Video Shack ampliou a capacidade de produção do laboratório de restauração e digitalização.

Antes da reforma, a capacidade de produção era de 50 horas por dia. Após a reforma, a capacidade foi aumentada para 125 horas por dia, operando 24×7, totalizando um volume mensal de 3.750 horas.

Geralmente, os formatos de fitas analógicas estão guardados há muitos anos, fora das condições ideais de armazenamento, e quase sempre estão danificadas por mofo, sujeira e fungos.

Antes da digitalização, é necessário que as fitas passem por uma avaliação para determinar se estão em condições de digitalização ou se será necessário fazer a restauração da película.

Todas as etapas do processo são acompanhadas por profissionais especializados para garantir o controle de qualidade na entrega final dos acervos digitalizados.



 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *