Closed Caption ou Legendas Descritivas

Closed Caption ou Legendas Descritivas

São textos ocultos que formam um sistema de transmissão de legendas através de sinal codificado para televisão ou cinema.

O televisor ou monitor usado para exibir as legendas deve possuir a função de Closed Captions,que costuma ser um botão específico ou se encontra no menu de opções da TV. Também conhecidos como CC, estes textos possuem muito mais do que as falas dos personagens em um programa ou filme. Eles explicam tudo o que acontece, como exemplo: música triste, gemidos, sussurros ou ruídos específicos como sons de animais passos, quedas, explosões e etc.

Acessibilidade e inclusão audiovisual para os surdos

Estas legendas “fechadas” possuem a finalidade de dar acesso aos deficientes auditivos, que além de estarem vendo as imagens, ficam sabendo pela legenda descritiva, todo tipo de som emitido na televisão ou no cinema. São descritas, falas de atores, apresentadores ou qualquer outra espécie de som na cena.

Diferença entre legendas abertas e fechadas

Esta diferença é básica: legendas abertas são aquelas convencionais, já conhecidas pelo público em geral e servem para tradução de outros idiomas. Já as legendas fechadas são justamente as legendas descritivas ou ocultas. Ocultas porque só aparecem se a opção de closed caption for selecionada.

História das legendas ocultas, início nas Américas

Embora o serviço de closed caption ainda fosse uma tecnologia experimental na década de 70, programas com legendas “abertas” foram transmitidos pela PBS. Em 1972, “The French Chef” fez história como o primeiro programa de televisão acessível a espectadores surdos e com deficiência auditiva.

Fatos históricos relevantes e o momento contemporâneo

Hoje, você pode ligar qualquer canal de TV, pressionar um botão e acessar instantaneamente as legendas ocultas de praticamente qualquer programa ou anúncio comercial que possa imaginar. As legendas ocultas não incluem apenas espectadores surdos e com deficiência auditiva como participantes completos na era da informação, mas seu valor prático e seu público se estendem muito além de suas origens históricas. Hoje, as legendas ocultas apresentam características proeminentes em ambientes coletivos, tais como bares e restaurantes, e eventos públicos, acompanham palestras em sala de aula e conteúdo da Web. Muitos consumidores domésticos apreciam a ampla disponibilidade de legendas, sua qualidade e sua conveniência.

Acessibilidade para TV, Cinema, Audiodescrição, Closed Caption e Libras

Uma revolução de acessibilidade televisionada

Em 1970, o National Bureau of Standards se juntou à ABC-TV em um experimento. O Bureau queria usar uma parte do sinal de televisão da rede para enviar informações precisas de horário em todo o país, codificando digitalmente esses dados em uma parte do sinal de televisão que não continha informações de imagem. Embora o projeto do Bureau tenha falhado, ele inspirou uma ideia inovadora: seria possível enviar legendas codificadas no sinal de televisão?

E assim começam a veicular as legendas ocultas

Na Primeira Conferência Nacional sobre Televisão para Deficientes Auditivos, em 1971, duas possíveis tecnologias para legendagem de programas de televisão foram lançadas. Ambas as tecnologias exibiam as legendas apenas em aparelhos especialmente equipados para espectadores surdos e com deficiência auditiva. Outra demonstração de closed caption seguiu-se no Gallaudet College (hoje Gallaudet University) em 15 de fevereiro de 1972. A ABC e o National Bureau of Standards apresentaram closed captions embutidos na transmissão normal de “Mod Squad”, uma série de drama policial americana que foi veiculada pela ABC de 1968 a 1973.

Palavras para serem assistidas: Closed Caption

Em 16 de março de 1980, o NCI (National Captioning Institute) rompeu as barreiras do silêncio e propagou de forma massiva, com a uma série televisiva de legenda oculta. As famílias que adquiriram a primeira geração de decodificadores de closed caption desfrutaram de um lugar na primeira fila para um novo mundo. Pela primeira vez, surdos de toda a América podiam ligar seus aparelhos de televisão – com um decodificador de legendas – e finalmente entender o que estavam perdendo na televisão.

Brasil e a acessibilidade audiovisual com legendas ocultas

Desde 2017, segundo o Ministério das Comunicações, a TV aberta tem programação com acessibilidade 24 horas por dia.

A acessibilidade na TV aberta começou a ser implantada em 2008, quando pelo menos 2 horas diárias do conteúdo exibido pelas emissoras passou a contar com legenda oculta – Closed Caption. Estes recursos passaram a auxiliar o acesso de deficientes auditivos à programação da TV de forma contundente, onde a inclusão é sempre um desafio.

O closed caption representa uma importante ferramenta para os deficientes auditivos, mas atende a um número maior de usuários, como idosos e telespectadores em ambientes com limitação de áudio.

Porque a inclusão dos deficientes auditivos é importante?

A falta de acesso, ou acesso precário, aos meios de comunicação resulta na manutenção dessa parcela da população em situação de desvantagem em relação aos ouvintes. O acesso à informação, à cultura e ao entretenimento que a televisão oferece é parte do dia a dia da sociedade contemporânea com implicação na participação social e política dos sujeitos.

 

Você precisa adicionar legendas descritivas em seus projetos?

A Video Shack conta com o que há de mais moderno para implementação de closed caption e possui todos os serviços para acessibilidade audiovisual, tais como Closed Caption, Audiodescrição e Janelas de Libras.

Se gostou deste post, compartilhe com seus amigos e colegas profissionais.

Curta a Video Shack nas redes sociais.

Tire suas dúvidas, envie seus comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *